Temos vasta experiência na reparação da cartilagem do joelho, acompanhamos os novos tratamento no mundo através nos congressos mundiais de reparação da cartilagem articular do joelho anualmente e visita e centros de reparação de cartilagem nos EUA.

Como a cartilagem é composta por células que não recebem irrigação sanguínea elas não tem capacidade de se regenerar. Vários tratamentos são utilizados de acordo com o tamanho e profundidade.

As lesões de cartilagem do joelho são classificadas quanto ao tamanho e a profundidade(classificação da sociedade internacional de reparação de cartilagem-ICRS):
grau 0: cartilagem normal,
grau 1: lesão superficial,
grau 2: lesão até acamada média com menos de 50% da espessura da cartilagem ,
grau 3: lesão profunda com mais de 50 % ,
grau 4: lesão que chega até o osso subcondral.

O tratamento depende do tamanho e profundidade das lesões, mas outros fatores como a localização da lesão, idade, peso e atividade do paciente também influenciam na escolha do tratamento.

 

Lesões até 1 cm: debridamento e microfraturas. Fazemos a curetagem da lesão e microperfurações para que as células de cicatrização venham do osso profundo para ajudar no reparo da cartilagem. A cirurgia pode ser feita por vídeo artroscopia ou aberta dependendo do local da lesão.

Lesões até 1 cm: debridamento e microfraturas.

 

 

Lesões entre 1 e 3 cm: mosaicoplastia ou enxerto osteocondral autólogo. É retirado fragmentos ósseos com cartilagem de uma parte saudável do joelho e transportado para a parte com defeito.(imagem esquemática e por vídeo).

Lesões entre 1 e 3 cm : mosaicoplastia ou enxerto osteocondral autólogo.

 

 

Lesões maiores que 3 cm superficiais: cultura de condrócitos ou de célula tronco. Desenho esquemático da coleta de células e reimplantação, lesões no  fêmur e na patela cobertas com células de condrócitos previamente cultivados e membrana de colágeno.

Lesões maiores que 3 cm superficiais

 

 

 

 

 

0
0
0
0
0
0
0
0
0
ou copiar o link