0
0
0
0
0
0
0
0
0
ou copiar o link

Especialista em Joelho

O Joelho

O joelho é uma articulação com vários tendões, músculos, ligamentos, meniscos e óssos (fêmur, tíbia e patela). Devido ao encaixe entre o fêmur e tíbia não serem perfeitos os meniscos, tendões, músculos e ligamentos servem para estabilizar a articulação. Por ser uma articulação complexa é necessário um estudo aprofundado para se conhecer todas as estruturas anatômicas e suas funções primarias e secundárias.

O especialista em joelho deve inicialmente fazer um curso de 6 anos com matérias gerais durante a faculdade de medicina, depois um curso de 3 anos de especialização em ortopedia e depois mais pelo menos 1 ano da subespecialidade em cirurgia do joelho propriamente dita. O especialista em joelho deve aprender as diversas patologias que envolvem a articulação como fazer o diagnóstico do problema e o seu tratamento clínico ou cirúrgico. Dentro do tratamento cirúrgico várias técnicas são estudadas algumas usando vídeoartroscopia e outras abertas. São estudadas diversas técnicas para reconstrução dos ligamentos cruzados anterior e posterior (internos) assim como dos “ligamentos externos” como os colaterais e canto posterolateral e posteromedial. Também são estudados e treinadas as técnicas para correção dos problemas da patela e as cirurgias maiores como osteotomia do fêmur e tíbia e a prótese do joelho (artroplastia).

Porém as técnicas sofrem modernizações e modificações assim como o instrumental utilizado com muita frequência. Desta forma o especialista em joelho deverá estar em constante estudo e atualização para acompanhar estes constantes avanços. As técnicas e materiais para cirurgia de joelho tinham uma grande defasagem em relação ao que era feito nos Estados Unidos e Europa. Mas com a globalização do mundo com divulgação das técnicas online e venda dos novos produtos com lançamento mundial simultâneo esta defasagem não existe mais ou existem em alguns pontos muitos específicos.

Além disto existe a sociedade de cirurgia de joelho que é composta pelos maiores cirurgiões especialistas em joelho do Brasil.

Leia mais: Cirurgia de Joelho

Lesão do ligamento cruzado anterior do joelho

As lesões do ligamento cruzado anterior do joelho são a segunda lesão mais comum dos joelhos. Geralmente acontece com movimentos rotacionais do corpo com o pé fixo no solo. Estudos mostram que 95% das pessoas não conseguem fazer esportes de alto nível com este ligamento rompido. As técnicas de reconstrução do ligamento cruzado anterior vem se aperfeiçoando nos últimos vinte anos. Atualmente o ligamento pode ser reconstruído ultilizando-se dos tendões flexores ou com o 1/3 médio do tendão patelar com bons resultados. O índice de re- lesões esta em torno de 68% em 5 anos de pós operatório, e a reconstrução ligamentar não impede o aparecimento da artrose na maioria dos casos.

Mais recentemente uma nova técnica que ultiliza 2 feixes ao invés de 1 tem sido ultilizado com a esperança de diminuir as re – rupturas e diminuir ou postergar o aparecimento do desgaste (artrose). Esta técnica também chamada de dupla banda, está sendo utilizada por cirurgiões em vários países com mais freqüência desde o ano de 2002. Trata-se de uma técnica já utilizada por especialista em Joelho, porém seus resultados a longo prazo estão em estudo.

Leia mais: Lesão do Ligamento Cruzado Anterior do Joelho

Prótese do joelho

O joelho é umas das articulações que mais recebem a carga do corpo humano durante a marcha, ele é composto por três ossos, fêmur, tíbia e patela, e faz movimentos de rotação e rolamento, e sofre movimentos de compressão.

A cartilagem articular e os meniscos ajudam no amortecimento destes movimentos junto com o liquido sinovial que funciona como se fosse um lubrificante. Alguns fatores levam ao desgaste da cartilagem articular, que chamamos de artrose. Existem os fatores hereditários, os traumáticos – trauma local – trauma de repetição, os desvio de eixo quando o joelho é muito para dentro ou muito para fora, além disso as inclinações da patela podem levar ao longo do tempo o desgaste de regiões da cartilagem articular neste osso.

Uma vez diagnosticada a artrose, onde o paciente em geral tem muita dor e dificuldade de marcha, e ao longo dos anos a dificuldade de marcha e a dor vão aumentando.O especialista em joelho ao examinar o paciente vê desvios do joelho para dentro e para fora, limitação do movimento inchaços e presença ou não do aumento do líquido sinovial(água no joelho).

Nestes pacientes o tratamento inicial deve ser conservador, com medicamentos analgésicos e antiinflamatórios e exercícios para a cadeia muscular, tanto de alongamento como de fortalecimento. O uso de protetores de cartilagem, chamados de condro -protetores também auxiliam no tratamento, ajudando no retardo deste desgaste, fazendo com que diminua a velocidade do desgaste da cartilagem articular. Os casos onde a dor é muito intensa e a diminuição da qualidade de vida acontece, em geral é indicado tratamento cirúrgico para a correção da artrose.

O tratamento de escolha atualmente é a indicação de uma prótese total do joelho chamada artroplastia total, não cabe ao especialista em joelho decidir sobre o procedimento cirúrgico, cabe a ele indicar o procedimento e a decisão deve ser do paciente. Ele deve avaliar a perda de qualidade de vida e limitações que estão sendo impostas pela dor e dificuldade na marcha, para então tomar vsua decisão.

Leia mais: Artroplastia e Prótese Total de Joelho